Maquiagem e a sua Imagem

Oi, pessoal! Hoje vou falar sobre técnicas de maquiagem e sobre imagem.

Há 20 anos atrás, quando comecei minha curiosidade juvenil pela maquiagem não se tinha tanta opções de produtos e pouco se sabia da forma de usar os poucos produtos existentes.

Os Anos 90

De fato, olhando para as fotos das atrizes do final da década de 90, as maquiagens eram mal acabadas e a falta de estética e harmonia prevaleciam.

Maquiagens dos anos 90

A internet estava no seu inicio, não existia os milhões de tutoriais e técnicas diferente sendo ensinadas extensivamente, muito pelo contrario. Tudo o que se sabia era praticando na própria face ou no “boca a boca” entre mães e filhas, amigas e vendedoras de farmácias.

Eu era ávida por novidades de maquiagem e cosméticos, mas quase nada chegava aqui no Brasil. Era preciso fuçar as prateleiras de farmácias e lojas especializadas para achar alguma novidade, e sempre com cores muito restritas e sem tecnologia.

Maquiagens dos anos 90

A Maquiagem Atual e as Infinitas Opções

O tempo passou e muita coisa mudou. Hoje temos uma quantidade infinita de opções, cores e técnicas. Mas qual seria a mais adequada para você no seu dia a dia? Qual maquiagem passa a imagem que você deseja/precisa com as técnicas e produtos atuais e em harmonia?

Um problema comum que vejo nas minhas aulas de auto-maquiagem é a falta de atualização das técnicas e produtos de maquiagem. É como se toda a rotina de maquiagem tivesse sido congelada no final dos anos 90 e a falta de estética prevalece.

De fato, uma pessoa que não tem tanto interesse pelo assunto e não se mantem atualizado das milhares de novidades, pode achar extremamente desanimador a quantidade de informações e produtos existentes no mercado. O resultado é a manutenção da rotina de sempre, que se torna antiquada.

Por Onde Começar?

Em vários dos meus atendimentos de automaquiagem, percebi uma rotina de make que criava uma tela em branco no rosto (base, corretivo e pó) para depois devolver alguma cor (batom, delineado, rimel e blush). Mas a cor era devolvida de forma antiquada e exagerada, muitas me lembram a Lucy de I Love Lucy, que é um programa dos anos 50, vejam só!

A atriz Lucille Ball caracterizada de Lucy do seriado I Love Lucy.

O Depois e o Antes

A foto abaixo é a reprodução de uma foto enviada por uma cliente que mostrava sua maquiagem antes da aula de maquiagem comigo e depois, com as novas técnicas aprendidas. Inclusive tentei reproduzir o delineado com falhas.

Essa sou eu com duas maquiagens distintas.

Do lado A, temos uma maquiagem mais atual e em harmonia. Nos olhos coloquei dois tons de sombras para dar profundidade, fazendo um leve contorno na raiz dos cilios inferiores. A sobrancelha é apenas levemente corrigida das falhas. O batom é um nude rosado com cores que fazem harmonia entre si. Fiz um pequeno contorno na testa, coloquei iluminador na maçã do rosto e o blush é aplicado de forma leve nas bochechas esfumando.

Do lado B, temos uma rotina antiquada, com um delineado preto e sem profundidade no olho. Coloquei uma sobrancelha mais marcada. O blush também está mais marcado do que deveria. O batom é muito forte para a maquiagem como um todo. Tudo chama atenção de uma maneira negativa. Mas é uma maquiagem que eu ainda vejo muito no dia a dia.

O Caso de uma Cliente

No caso da minha cliente (e de várias outras mullheres), sua maquiagem estava congelada nos anos 90. Ela passava filtro solar com uma cor e acabamento inadequada para sua pele (deixando a pele envelhecida e pesada), corretivo de uma cor muito clara para ela e pó selando todo o rosto. Para devolver a cor, colocava um batom bem vermelho e fazia um delineado.

Segundo seu relato, a mudança gerou um impacto super positivo no seu ambiente de trabalho. A imagem que ela passava era de uma funcionária rígida e ultrapassada (maquiagem B).

A atualização do seu visual e da rotina de maquiagem veio junto com uma promoção e seu objetivo de se tornar uma líder mais acessível estava sendo construído de fora para dentro com a Consultoria de Imagem.

Uma maquiagem muito marcada ou extravagante (especialmente se usada diariamente e em ambiente de trabalho) gera um afastamento, passa a imagem de pessoa desatualizada ou severa.

Já uma maquiagem em harmonia passa a imagem de uma pessoa em paz, de pessoa confiante que sabe o que faz. Ela aproxima e aconchega.

O que falta? Atualização!

Note que aqui não estamos falando de cor. Ambas as cores estão adequadas para o meu tom de pele, mas a forma de combinar as cores e as técnicas utilizadas para cada item variam muito.

Um detalhe importante é que fiz essa maquiagem com a mesma preparação do rosto (base, corretivo e pó). O objetivo era identificar as diferenças na forma de “devolver” a cor e profundidade ao rosto.

A rotina que eu criei junto com a minha cliente levou o mesmo tempo que ela já levava para se maquiar. Não adianta criar uma rotina impossível para a pessoa realizar no dia a dia, mas tem que estar de acordo com a imagem que quer passar e sempre em harmonia.

A Consultoria de Imagem

Costumo dizer que a Consultoria de Imagem é uma terapia às avessas. Enquanto na terapia tratamos de dentro para fora, na Consultoria o tratamento é de fora para dentro.

Espero que tenham gostado do artigo de hoje. Qualquer dúvida e orçamentos, estou a disposição.

Um estudo de Charlize

Em fevereiro de 2019, a atriz Charlize Theron surpreendeu a todos aparecendo com cabelos escuros nos eventos do Academy Awards (Oscar).

Ao escurecer seus cabelos, Charlize aumentou o seu contraste (clique aqui para entender melhor), passando de baixo para alto.

Ter alto contraste é ótimo, pois permite ousar mais nas estampas, batons e acessórios. Porém, aumentar (ou reduzir) o seu contraste natural, nem sempre é uma boa aposta. Alias, quando se fala de contraste, o ideal (e aqui estou generalizando) é sempre manter seu contraste natural.

Mas vamos as análises de Charlize.

O Contraste Natural

Vamos observar a foto abaixo, datada de 1982, quando a pequena Charlize tinha apenas 7 anos.

b085ef24013e2399adab86ea566d5799

Como a maioria das atrizes passam por muitas mudanças capilares, a melhor forma de se saber qual é o tom natural (ou o mais próximo) dos cabelos de alguém é observado uma foto de criança, mesmo sabendo que os cabelos podem escurecer com o passar dos anos.

Nessa foto de Charlize podemos observar um contraste médio/baixo, com as pontas dos cabelos bem clarinhas! Ou seja, ter contraste médio/baixo é da natureza da coloração da atriz.

E Charlize cresceu

Na maior parte da sua vida adulta, pelo menos enquanto celebridade, Charlize sempre apareceu com seus cabelos loiros, loiros de várias profundidades (mais claros e mais escuros).

Isso fez com que nós, meros observadores de sua beleza, ficássemos acostumados a vê-la com seus cabelos loiros com baixo contraste.

Mas será que é só isso mesmo? Seguimos!

O Alto Contraste

De fato, no primeiro momento, quando Charlize apareceu com seus cabelos castanhos bem escuros, o costume de vê-la com cabelos claros pode ter causado um estranhamento imediato.

Mas, Charlize já tinha aparecido com tons de cabelos mais escuros em 2005 e o estranhamento não foi tanto.

A Pele Esfria

Quando observamos a foto da esquerda, datada de 2005, percebemos uma Charlize com tom de pele mais bronzeado e bastante pele a amostra (e mais nova, claro).

Porém, ao envelhecer muitas pessoas passam por um “esfriamento” dos seus subtons de pele, a pele pode ficar mais pálida.

Na foto da direita, datada de 2019, vemos uma Charlize, de fato, mais pálida. Essa palidez pode ser do “esfriamento” do subtom, das luzes das fotos, da maquiagem e, simplesmente, por que ela parou de tomar sol!

De qualquer forma, a cor escura em seus cabelos não é o que mais a valoriza, como vamos ver a seguir.

O Tom Ideal

O primeiro passo para encontrar o tom ideal para quem vai mudar o tom natural é o seu gosto pessoal.

Se Charlize (ou você) quiser manter seus cabelos castanhos, existe um tom ideal de castanho. No caso de querer manter os cabelos mais claros devemos, da mesma forma, encontrar o tom ideal de loiro. E sempre levando em consideração o contraste!

A Íris de Charlize

Uma das formas de entender a coloração pessoal de alguém é analisando as diferentes cores dentro da íris dos olhos dessa pessoa.

eyes

Charlize tem olhos claros acinzentados. Dependendo da foto puxa pro verde ou pro azul, mas uma coisa é certa: o tom avelã (hazel) com fundo marrom amarelado está presente em sua íris.

E o que isso quer dizer? Copiar a cor dos olhos em nossos cabelos e roupas é sempre um tiro certeiro! No caso de Charlize, o tom mais escuro que ela deveria utilizar em seus cabelos deveria ser o tom hazel, mais especificamente, um Pantone 2472.

Edits da Val

É claro que eu, mesmo com meus recursos limitados de conhecimento de edição de imagem, tentei modificar o tom do cabelo da Charlize para se aproximar ao tom mais escuro que ela poderia ter.

cabelo

O resultado dessa modificação é uma aparência mais leve e suave. Todavia, Charlize tem uma pele neutra quente e viva. O tom do vestido deixou ela abatida, por ser muito frio e opaco.

Um vestido que aparecesse mais pele ou de tom mais quente e luminoso deixaria a aparência dela mais bonita e interessante!

IMG_1474

Charlize, tá linda assim: tom quente e cabelos mais claros! Mas ainda prefiro Charlize loira: sua pele fica mais iluminada e sem modificar o seu contraste natural. E o loiro, é claro, também tem que ter tom certo. No caso dela, um loiro neutro com fundo levemente amarelado (quente).

Observação: Todas as análises realizadas aqui são apenas inferências para fins de exercício baseadas em fotos que podem ter tratamento e luz inadequada.

Outras Análises

Se quiserem saber mais sobre Análise Cromática e coloração pessoal, leiam os artigos abaixo. Qualquer dúvidas, entrem em contato.

O que é e como é feita a Análise Cromática?

Qual o seu nível de contraste? 

Batons – a serie: Episódio Contraste

Batons – a serie: Episódio Temperatura