A Altura da Cintura

No último artigo falei sobre as três análises para se chegar ao Tipo Físico de uma pessoa. Hoje, vou falar sobre a proporção da cintura e os seus efeitos.

Qual a altura da sua cintura?

A cintura fica situada entre o ponto mais alto do osso do quadril e a parte inferior as costelas. Costuma ficar 1 dedo abaixo ou acima do umbigo.

Frequentemente costumamos dizer que a cintura é a região mais fina do nosso torso, mas isso depende de cada corpo.

Para encontrarmos a altura ideal do gancho de uma calça, por exemplo, temos que conhecer todos os aspectos do nosso corpo (torso, proporções verticais e volumes).

Altura do Gancho

Abaixo, podemos observar os cinco tipos de altura de gancho de uma calça.

Altura do Gancho (cintura).

Conforme a altura de uma calça aumenta, cria-se a ilusão de ótica de um o torso (tronco) mais curto e volumoso.

Se uma pessoa já possui um torso curto, o ideal é escolher calças de cinturas mais baixa.

No entanto, se essa mesma pessoa possui seios com pouco volume, colocar uma calça um pouco mais alta, aumentaria a ilusão de ótica de volume na região dos seios.

Dessa forma, a altura ideal de uma calça é a que equilibra todas as proporções e volumes do nosso corpo.

Cintura Extra Alta

Há anos que a cintura alta entrou com força no mercado da moda. Mais recentemente, a cintura extra alta também está tomado conta das prateleiras das lojas.

Mas cuidado! Ao contrario do que se fala, a cintura alta não é para todo mundo. Ela pode causar uma desproporção na sua silhueta e te deixando extremamente desconfortável.

Dica de Consultora

Ao experimentar uma calça, observe sua proporção e volumes. A calça diminui muito o seu torso? Alongou em excesso as suas pernas? Ficou desproporcional?

Normalmente, queremos alongar as regiões de mais volume. Então, observe se a altura da calça está encurtando uma região de maior volume.

——————-

Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida e orçamentos, entre em contato.

O seu Tipo Físico

A Consultoria de Imagem completa inclui uma etapa cujo objetivo é avaliação das medidas e proporções corporais, que chamo de Tipo Fisico.

Para avaliar o Tipo Fisico de uma pessoa realizo três tipos de análises: Análise do Torso, Análise Vertical e Análise dos Volumes.

Análise do Torso

O primeiro passo é observar (e medir) a relação entre ombros, cintura e quadris. A partir dessa observação, chega-se aos 5 tipos de torso (que equivocadamente chamamos de tipo fisico). São eles:

A foto acima apresenta os tipos de torso com a nomenclatura mais usada. Porém, existem diversas outras formas de referir-se a esses torsos.

É importante observar que nem sempre nosso torso pode ser resumido a apenas um dos tipos listados acima. Esse é possivelmente o caso da atriz Meghan Markle (leia o artigo aqui).

Muitas mulheres se sentem frustradas pois não conseguem definir os seus corpos a partir das definições tradicionais acima. De fato, existem muito mais aspectos do corpo feminino do que ombros, cintura e quadris.

Entender qual o seu tipo (ou tipos) de torso é apenas o primeiro passo para entender suas dimensões e formas a fim de se conhecer melhor e se sentir bem consigo mesma.

Análise Vertical da Silhueta

O segundo passo é identificar as proporções vertical da silhueta. Observem a figura abaixo:

Figura extraída do livro Enfim Vestida de Mim – Cris Bemvenutti

Nela podemos observar a divisão do corpo e a altura do torso em relação as pernas. O objetivo é sempre buscar o equilíbrio, da forma que funcione para você.

Esse é apenas um exemplo da analise vertical, que tem 8 tipos de avaliações.

Análise dos Volumes

Tão importante quanto as outras duas, a Análise dos Volumes vai observar o corpo feminino de forma tridimensional e analisar os volumes das regiões dos seios, abdomen e glúteos.

O seu Tipo Fisico

Apenas com essas três avaliações (torso, vertical e volumes) que podemos começar a compreender o seu tipo fisico com todas suas formas e dimensões.

A partir do entendimento do seu corpo, cria-se uma estratégia para que as modelagens das suas peças de roupa estejam de acordo com o seu desejo de imagem, sempre buscando o equilíbrio e harmonia.

Como disse, o objetivo é te fazer sentir bem através do autoconhecimento que essas técnicas proporcionam.

—————————-

Espero que tenham gostado! Para dúvidas e orçamentos, entrem em contato. Ah! A Análise Completa de Tipo Fisico está disponível para realização online!

Chrissie Brown: A Pele Oliva

Hoje vim falar da transformação de Chrissie Brown!

Quando Chrissie me procurou sua maior queixa era a dificuldade de encontrar cores de roupa e maquiagem que ela se sentisse bonita.

Isso é muito comum quando a gente não se encontra com nossa coloração e estilo.

Chrissie é modelo, mas antes de conhecer suas cores estava com poucos trabalhos.

Chrissie relatou que sempre usou tons vibrantes e claros. Era assim que sua mãe a vestia enquanto criança e ela manteve o hábito na vida adulta.

A mãe de Chrissie chama-se Lilian e ela resolveu fazer Análise Cromática também.

O que descobrimos? Lilian tinha uma coloração clara e vibrante (primavera intensa), enquanto sua filha Chrissie uma coloração escura e mais sóbria: Inverno Escuro.

A Pele Oliva

Chrissie é um exemplo de pele oliva! De mãe branca e pai negro, Chrissie tem uma combinação de cores únicas! Embora sua pele aparente ser quente (fundo amarelado), ela se ilumina com os tons frios (fundo rosado, azulado) e escuros!

A Descoberta das Coloração

Ao descobrir suas cores, Chrissie passou a se maquiar e se vestir de acordo com com a sua coloração pessoal e conseguiu varios trabalhos incríveis!

Na sua maquiagem, ela começou a trabalhar melhor o contorno e a sombra e levar em conta as suas lindas feições.

O Resultado já é de imaginar! Chrissie está um arraso! Se sente linda todos os dias, está prosperando em sua vida profissional e não poderia estar mais feliz!

Observação: esse artigo trata-se apenas de uma brincadeira para exemplificar como a Análise Cromática pode impactar na sua vida, escolhas e auto-estima, além de ser uma forma interessante e lúdica de autoconhecimento!

A Consultoria de Suzy Auburn

Hoje vamos falar do #antesedepois de uma cliente muito especial! A Suzy Auburn veio a mim com a seguinte questão: “Sou uma profissional excelente na minha área, mas não me sinto respeitada. Queria passar uma imagem mais madura e sofisticada.”

Essa é uma questão comum entre mulheres em torno dos seus 30 e 40 anos.

Foto de Suzy antes da Consultoria

Meu diagnóstico para Suzy foi realizar uma Consultoria de Imagem Completa que inclui:

⁃ Análise Cromática

⁃ Análise do Tipo Fisico e Visagismo;

⁃ Avaliação do Estilo Pessoal;

⁃ Closet cleaning (seleção e descarte dos itens do armário);

⁃ Personal Shopping

⁃ Montagem de Looks

⁃ Aula de Automaquiagem

Suzy estava ansiosa e desejando mudanças em sua vida! Ao obter informações sobre si mesma e aprender como realçar a própria beleza, Suzy se tornou mais confiante e segura!

Hoje vou falar sobre algumas das etapas da Consultoria de Suzy! Vamos lá?

Análise Cromática

Ao realizar a Análise Cromática descobri que Suzy Auburn tem a pele neutra quente e sua cartela de cores é Outono Suave.

Verificamos então que seus cabelos não estavam com a coloração adequada para o seu tipo de pele.

Suzy é ruiva natural, mas tinge seu cabelo com outro tom de ruivo desde os 17 anos quando entrou para a faculdade.

O primeiro passo foi ajustar a cor de seus cabelos! O ruivo de antes tinha um subtom frio. Era uma cor muito fantasia e juvenil para Suzy.

A solução foi deixar o tom desbotar e fazer uma coloração mais próxima do seu natural. O resultado foi um tom mais adequado para o seu momento de vida, tom de pele e objetivo de imagem.

Visagismo

Na Análise Facial, verifiquei que Suzy tem um rosto do tipo Coração. Suzy sempre achou sua testa um pouco larga e usa franja desde adolescente.

Isso faz com que seu rosto se torne mais curto e sua aparência fique infantilizada. A testa simboliza o intelecto. Quando a testa é inteiramente coberta, a imagem que fica é que o intelecto não importa.

Para deixar o visual de Suzy mais maduro e de acordo com o seu formato de face e objetivo de imagem, a sugestão foi deixar a franja crescer e manter o cabelo mais fio reto. O ideal seria que Suzy cortasse um pouco do comprimento dos cabelos. Mas as mudanças já foram muitas e ela quis manter os fios mais longos.

Para cobrir a testa apenas parcialmente a sugestão foi que Suzy usasse seus cabelos de lado. Assim ela se sentiria mais confortável e segura.

Revitalização do Armário

Ao avaliar o armário de Suzy, verifiquei que a maior parte de suas peças eram bem antigas. Peças que ela usava na época da faculdade.

As cores, o estilo e caimento das roupas de Suzy já não tinham a ver com a mulher independente e profissional bem sucedida que se tornara.

Avaliamos item a item, descartando (para doação) o que não fazia mais sentido para Suzy e seu objetivo de imagem.

Personal Shopping

Essa é a etapa que Suzy mais esperava: Renovar o guarda-roupa!

Levei Suzy em lojas que ela não conhecia pois tinha receio de entrar! Ela ficou impressionada como faz diferença comprar itens com cor e modelagem adequadas para o seu tipo físico e coloração.

Automaquiagem

Na aula de automaquiagem Suzy me contou que se maquiava todos os dias, mas não se sentia segura com as cores que usava nem a forma que aplicava.

De fato, a base que ela usava não estava adequada ao seu tom de pele. Para verificar isso basta observar a diferença de tom entre o rosto e o colo. Ela ainda usava batons muito frios e claros o que deixava a maquiagem pouco harmônica.

Suzy aprendeu a fazer dois tipos de maquiagem: uma pro dia a dia e outra para eventos.

Conheceu as cores que mais harmonizam com sua coloração e realçam sua beleza.

Mudanças

Realizar a Consultoria de Imagem de Suzy Auburn foi extremamente satisfatório e ela ficou muito feliz com as mudanças em sua vida. Hoje se sente mais confiante, bonita, poderosa e segura. You Go Girl!

————–

Brincadeiras a parte, esse artigo descreve algumas partes de como é a experiência e as possíveis mudanças para quem realiza a Consultoria de Imagem completa.

Espero que tenham gostado da brincadeira lúdica e qualquer dúvida, não hesite em entrar em contato!

Qual o seu Nível de Contraste?

Olá!!!

Hoje vamos falar sobre contrastes na nossa coloração pessoal!

Existem cinco níveis de contrastes em relação a profundidade da cor: Alto Contraste, Medio-Alto Contraste, Médio Contraste, Médio-Baixo Contraste e Baixo Contraste.

Para avaliarmos o nível de contraste de uma pessoa, devemos observar a diferença da cor dos cabelos, olhos e pele.

Na foto acima selecionei 3 celebridades cada uma com um nivel de contraste diferente. Você consegue identificar qual é qual?

Aqui estamos falando apenas de contraste! Selecionei propositalmente essas três mulheres pois elas não só possuem níveis de contrastes diferentes como temperaturas de pele diferentes, mas isso é assunto para outro dia.

A Avaliação

Em algumas pessoas, a identificação do nivel de contraste é mais facil, mas para outras a análise deve ser feita com mais cuidado.

E como é feita essa análise? O primeiro passo é tirar uma foto da pessoa e passar a foto para Preto e Branco. A foto deve ser sem maquiagem e correções, mas aqui peguei essas do Google para fins de exercício.

Em seguida, obtemos amostras pontuais da cor dos cabelos, pele, olhos, sobrancelha da pessoa analisada. E enfim, analisamos a diferença entre a profundidade dessas amostras.

Vejam abaixo a avaliação das celebridades selecionadas.

Ficou mais fácil saber quem é alto, baixo e médio contraste? Facilita muito, não é mesmo?

Reese Witherspoon é Médio Contraste. Anne Hathaway é alto contraste. Gisele Bundchen é Baixo Contraste.

Conseguem perceber que a diferença da amostra das cores da Gisele é menor que a de Reese? E, por sua vez, a diferença das cores das amostras de Anne são maiores que as cores de Reese e Gisele.

Mas para quê avaliar o contraste?

O objetivo da avaliação do contraste é observar as estampas e quebras de cores na qual uma pessoa fica bem ou não.

Ou seja, pessoas com alto contraste ficam bem e “podem” usar estampas de alto contraste. Já pessoas com medio/baixo contraste devem usar estampas e quebras de cores mais sutis, menos contrastantes.

Observe o exemplo abaixo

O vestido de Reese tem alto contraste e acaba chamando mais atenção do que ela. Olhe novamente, seu olhar acaba sendo direcionado para o vestido e não para a mulher.

Agora observem Anne: iluminada e magnífica. Como a estampa “imita” o contraste da coloração de Anne, quem aparece é ela, não o vestido. Perceberam?

Não é só o nível de contraste que define o tipo de estampas que podemos usar, nosso tipo fisico, cartela de coloração pessoal e imagem que queremos passar também tem grandes influências.

Mudanças de contrastes

Quando mudamos a cor dos cabelos, podemos estar mudando nosso nível de contraste. Mas mudar o nível de contraste é ruim ou bom? Depende!

Na teoria, a nossa cor natural de cabelo é sempre a que nos garante um nível de contraste melhor. Entao, a princípio, mudar o nível de contraste, seria ruim. Mas, como toda regra, existem exceções e essas devem ser analisadas caso a caso, considerando também a imagem que queremos passar.

Além disso, outros fatores devem ser avaliados, em relação a nossa coloração pessoal, quando realizamos mudanças capilares, como o seu tom de pele (neutro, frio ou quente).

* * *

Por hoje é isso! Gostaram? Conseguiram identificar o seu nível de contraste?