O que é e como é feita a Análise Cromática?

A análise cromática é uma técnica onde se utilizam tecidos para avaliar as três dimensões do seu tom de pele (temperatura, profundidade e intensidade).

Com essa avaliação, vamos descobrir qual a sua coloração pessoal, isto é, as cores que mais combinam com seu tom de pele, que amenizam marcas e expressões.

No método sazonal expandido, existem 12 cartelas de coloração pessoal. Também existe o método sazonal com apenas 4 cartelas, que não inclui as pessoas com pele neutra.

Inverno Verdadeiro 4

Essa acima é a minha cartela. Inverno Frio, Inverno Verdadeiro ou Inverno Puro.

 

Para saber a sua, entre em contato e agende uma Análise Cromática.

 

Qual o seu Nível de Contraste?

Olá!!!

Hoje vamos falar sobre contrastes na nossa coloração pessoal!

Existem três níveis de contrastes em relação a profundidade da cor: Alto Contraste, Médio Contraste e Baixo Contraste.

Para avaliarmos o nível de contraste de uma pessoa, devemos observar a diferença da cor dos cabelos, olhos e pele.

Na foto acima selecionei 3 celebridades cada uma com um nivel de contraste diferente. Você consegue identificar qual é qual?

Aqui estamos falando apenas de contraste! Selecionei propositalmente essas três mulheres pois elas não só possuem níveis de contrastes diferentes como temperaturas de pele diferentes, mas isso é assunto para outro dia.

A Avaliação

Em algumas pessoas, a identificação do nivel de contraste é mais facil, mas para outras a análise deve ser feita com mais cuidado.

E como é feita essa análise? O primeiro passo é tirar uma foto da pessoa e passar a foto para Preto e Branco. A foto deve ser sem maquiagem e correções, mas aqui peguei essas do Google para fins de exercício.

Em seguida, obtemos amostras pontuais da cor dos cabelos, pele, olhos, sobrancelha da pessoa analisada. E enfim, analisamos a diferença entre a profundidade dessas amostras.

Vejam abaixo a avaliação das celebridades selecionadas.

Ficou mais fácil saber quem é alto, baixo e médio contraste? Facilita muito, não é mesmo?

Reese Witherspoon é Médio Contraste. Anne Hathaway é alto contraste. Gisele Bundchen é Baixo Contraste.

Conseguem perceber que a diferença da amostra das cores da Gisele é menor que a de Reese? E, por sua vez, a diferença das cores das amostras de Anne são maiores que as cores de Reese e Gisele.

Mas para quê avaliar o contraste?

O objetivo da avaliação do contraste é observar as estampas e quebras de cores na qual uma pessoa fica bem ou não.

Ou seja, pessoas com alto contraste ficam bem e “podem” usar estampas de alto contraste. Já pessoas com medio/baixo contraste devem usar estampas e quebras de cores mais sutis, menos contrastantes.

Observe o exemplo abaixo

O vestido de Reese tem alto contraste e acaba chamando mais atenção do que ela. Olhe novamente, seu olhar acaba sendo direcionado para o vestido e não para a mulher.

Agora observem Anne: iluminada e magnífica. Como a estampa “imita” o contraste da coloração de Anne, quem aparece é ela, não o vestido. Perceberam?

Não é só o nível de contraste que define o tipo de estampas que podemos usar, nosso tipo fisico, cartela de coloração pessoal e imagem que queremos passar também tem grandes influências.

Mudanças de contrastes

Quando mudamos a cor dos cabelos, podemos estar mudando nosso nível de contraste. Mas mudar o nível de contraste é ruim ou bom? Depende!

Na teoria, a nossa cor natural de cabelo é sempre a que nos garante um nível de contraste melhor. Entao, a princípio, mudar o nível de contraste, seria ruim. Mas, como toda regra, existem exceções e essas devem ser analisadas caso a caso, considerando também a imagem que queremos passar.

Além disso, outros fatores devem ser avaliados, em relação a nossa coloração pessoal, quando realizamos mudanças capilares, como o seu tom de pele (neutro, frio ou quente).

* * *

Por hoje é isso! Gostaram? Conseguiram identificar o seu nível de contraste?